(0 Votes)

Perseguio_e_reavivamento

Perseguição e reavivamento nos países da Bíblia

20 abr 2014INTERNACIONAL

Cristãos que sofrem perseguição por sua fé em Jesus agradecem pelo apoio. Eles se mantêm firmes em Cristo nos países mais restritivos no Oriente Médio, onde a perseguição não é novidade

Em toda a Bíblia, o povo de Deus enfrentou opressão e oposição, especialmente durante a época da Páscoa. No Egito, os israelitas ficaram centenas de anos sob a escravidão. No Irã, o povo de Deus foi submetido ao genocídio nas mãos de um líder com uma imensa fome pelo poder, até que Deus usou Ester para salvar o seu povo. E em Israel, extremistas religiosos em coalisão com o poderoso Império Romano, assassinaram aquele que foi enviado para salvá-los!

Hoje o povo de Deus continua sofrendo ameaças nesses países bíblicos, já que houve um agravamento na perseguição aos cristãos. No entanto, através das orações e suporte de seus parceiros, a Portas Abertas tem conseguido equipar e dar apoio aos cristãos perseguidos, fazendo com que eles vejam o Reino de Deus em primeiro lugar, ao invés da crescente oposição.

Egito: a igreja cresce à medida que as ameaças se intensificam
Cristãos egípcios têm vivenciado crescente oposição e ameaça desde que a Primavera Árabe teve início. Para muitos deles, a incerteza política trouxe uma nova dependência de Deus – e as oportunidades para testemunhar de Cristo têm crescido apesar das dificuldades. De fato, nos últimos meses, houve múltiplos eventos de evangelização, com mais de 15 mil pessoas se comprometendo com Cristo!

"Eu estava impressionado com o espírito de amor que se espalhou em todos os lugares, vindo de pessoas que vêm sofrendo severas ondas de ataques por muçulmanos fanáticos", compartilhou um dos presentes.

Irã: jovens têm fome de Cristo enquanto as autoridades reprimem
De acordo com o regime iraniano, aqueles que se convertem ao cristianismo são considerados apóstatas, um crime que é punido com morte. Quase toda e qualquer atividade cristã é ilegal.

Mesmo assim, Deus está trabalhando no Irã. Rafin e Nader, dois jovens cristãos convertidos do islamismo, são prova disso. E eles não estão sozinhos. "Muitos persas estão vindo para Cristo", afirma Nader. "Muitos são jovens estudantes universitários e até mesmo alguns dos seus professores estão pedindo Bíblias!".

Israel e o território palestino: a união brilha enquanto a escuridão espiritual se aprofunda
Israel e os territórios palestinos se encontram aparentemente definidos por uma profunda divisão e por um ódio feroz. E, em meio a tudo isso, muitos cristãos estão enfrentando perseguição por causa de sua fé. Apesar de tudo isso, a luz do evangelho está brilhando fortemente: cristãos israelenses e palestinos têm encontrado a verdadeira união em Jesus. 

Nos últimos meses, um grupo de adolescentes cristãos do Território Palestino e Israel têm feito exatamente isso, formando um grupo de dança para compartilhar o evangelho na região.  "Sem Deus, nós não poderíamos fazer isso juntos", explica o adolescente Achi-Noam, 16 anos, de Jerusalém. "Nós vamos contra a correnteza ao escolher não participar da disputa entre judeus e árabes".

Em todas as terras bíblicas, o povo de Deus está vivenciando ameaças intensas e pressões – assim como eles sempre tiveram. Mas, juntamente com as dificuldades, vêm também as oportunidades de crescimento da igreja e de evangelização, expandido o Reino de Deus, onde a fé tem o mais alto preço. O apoio de parceiros engajados com a causa da Igreja Perseguida permite que a Portas Abertas envie colaboradores para continuar apoiando e fortalecendo a igreja. Suas orações e doações fazem a diferença. Obrigado por apoiar a Igreja a crescer nesses países!

FontePortas Abertas Internacional
TraduçãoCecília Padilha